Menina de Cuitegí, apresenta melhora nos pés, mas precisa de ajuda para continuar o tratamento.

Lavínia está reagindo bem ao tratamento. Seus pés apresentam melhora significativa, mas o tratamento continua. Sua família é carente, precisamos de ajuda para comprar o medicamento. No mínimo, dez pomadas. Ela gasta uma por semana. O valor de cada uma pomada é 38,00 na farmácia de manipulação. O Dr Luiz Alberto disse que continua estudando o caso, não deu um parecer oficial sobre qual seja a doença, mas com a reação positiva ao tratamento inicial, ele recomendou que a pomada continuasse sendo aplicada. Neste momento, a mãe de Lavinia não está aplicando a pomada por não poder comprar, por isso temos pressa.

Para ajudar, entre em contato com a mãe de Lavinea: Maria das Vitórias – 98705-2863 – Rua Maria Salete Freire, 67, Cruzeiro, Cuitegi.
Entenda o caso:
A menina Lavinia foi atendida pelo dermatologista dr. Luiz Alberto, aqui em Guarabira. Com os diversos compartilhamentos da matéria, a consulta foi paga e agora, resta-nos conseguir o medicamento.
Precisamos levantar o valor de 100,00. É a primeira fase do tratamento e a receita do medicamento é uma pomada elaborada em farmácia de manipulação que custa 38,00. Precisamos agora garantir que a menina seja tratada. O médico disse que se esta medicação não der certo, ele terá que estudar mais profundamente o caso.
Não se sabe exatamente o que é esta doença, o médico disse que está estudando o caso e quer ver se há alguma melhora. Quem quiser ajudar, entre em contato com nossa redação pelo 986561910.
Os familiares de Lavinia e nós do Portal Nordeste1 agradecemos a Tereza Helena de Lucena que em sua rede de amigos, fez com que Larissa Bizerril se sensibilizasse com a causa e doasse a consulta.
Maria Lavinia tem 4 anos, mora em Cuitegi e precisa de ajuda. Ela tem uma doença nos pés, e pelas fotos, percebe-se que racha, dói, sangra e coça.A menina tem vergonha de olhar para as pessoas que falam algo sobre sua doença. A Baixa auto-estima já está ferindo a alma de Lavinea. A mãe dela, Maria das Vitórias, procurou nossa redação e diz que a menina sofre bastante. Os coleguinhas fazem piadas sobre a doença, o que deixa a menina ainda mais fragilizada emocionalmente.
O que a mãe deseja é levá-la a um especialista, mas há um problema que podemos resolver: doações em dinheiro para levar a criança ao médico e comprar as medicações, pois, no SUS, o problema não foi resolvido. Estamos à procura do secretário de saúde de Cuitegi para ver no que a prefeitura pode ajudar.

Da Redação  Nordeste 1
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.