Acusado de estupro e homicídio, padrasto de Rebeca Cristina será ouvido nesta quinta-feira

Edvaldo Soares da Silva, padrasto de Rebeca Cristina, será ouvido às 14h desta quinta-feira (09), no 1º Tribunal do Júri, em João Pessoa. Na ocasião, testemunhas decidirão se o réu irá a júri popular. O padastro, que é cabo da Polícia Militar (PM), foi acusado do estupro e assassinato da jovem em julho de 2011, morta quando fazia o trajeto entre a casa da família e o colégio onde estudava, em Mangabeira VIII, Zona Sul de João Pessoa.
Segundo o inquérito da Polícia Civil, pelo menos 22 indícios apontam o envolvimento de Edvaldo Soares no crime. Para a polícia, Rebeca Cristina foi assassinada porque descobriu um caso extraconjugal do padastro após ler mensagens no celular do mesmo.
O Ministério Público denunciou Edvaldo Soares por estupro e homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e mediante circunstâncias que impossibilitaram a defesa da vítima. Para o Ministério Público, não há dúvidas da participação dele no crime.
O advogado de defesa, porém, diz que não há qualquer prova material que comprove envolvimento de Edvaldo Soares no crime.
MaisPB
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.