Mulher é suspeita de matar recém-nascido e enterrá-lo no quintal da própria casa na Paraiba

O promotor Manoel Pereira de Alencar, determinou que o Conselho Tutelar da cidade de Nazarezinho, apure a denuncia. Veja!


Bebê foi encontrado morto no muro da casa da mulher em Nazarezinho (foto: ilustrativa/internet)
Uma mulher ainda não identificada é suspeita de ter dado a luz e enterrado o próprio filho no muro da própria casa no município de Nazarezinho, no Sertão da Paraíba. A denuncia só foi divulgada na imprensa nesta quinta-feira (28) e está sendo investigada no Ministério Público Estadual da cidade deSousa.

O promotor Manoel Pereira de Alencar, determinou que o Conselho Tutelar da cidade de Nazarezinho, apure a denuncia e emita um relatório sobre o caso. A mulher teria escondido a gravidez até da própria família.

Ainda de acordo com a denúncia, a mulher estava em casa quando sentiu fortes dores, e deu à luz dentro de casa. Ela mesma teria cortado o cordão umbilical e depois enterrado o bebê. Um inquérito policial deverá ser aberto para investigar o caso e a suspeita pode ser autuada pelo crime de infanticídio.

É crime
CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940
Art. 123 - Matar, sob a influência do estado puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo após: Pena - detenção, de dois a seis anos. Aborto provocado pela gestante ou com seu consentimento.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações de Mário Gibson
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.