MP encontra mais de 40 irregularidades nas contas de Ricardo Coutinho

Ricardo_CoutinhoO presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Arthur Cunha Lima, informou que a Corte deverá julgar as contas referente ao exercício financeiro de 2014, do governador Ricardo Coutinho (PSB) tão logo retome as sessões plenárias, prevista para o dia 27 de janeiro.
O Ministério Público emitiu parecer contrário à aprovação das contas e constatou diversas irregularidades, a exemplo da aplicação em saúde abaixo do previsto na Constituição, que é de 12% da Receita Corrente Líquida do Estado (RCL). O estado aplicou R$ 855,7 milhões na área. Além disso, foram apontadas irregularidades no pagamento de pessoas não identificadas, os chamados ‘codificados’, no valor de R$ 35,457 milhões. O parecer já foi encaminhado ao relator das contas, o conselheiro Nominando Diniz
Segundo o Ministério Público de Contas, o estado também deixou a desejar na área de educação. Conforme auditoria, o percentual aplicado foi de 21,42 da receita de impostos e transferências, o que no entender do órgão, prejudica a emissão de parecer favorável às contas do governo.
Ainda foram encontradas irregularidades no pagamento de bolsa desempenho a servidores da educação, polícia e Fisco.
No geral, a auditoria listou 43 irregularidades nas contas do chefe do executivo estadual e que tem repercussão no processo eleitoral, a exemplo de gastos com publicidade institucional em período vedado e realização de admissões em período vedado no âmbito da Casa Civil, Corpo de Bombeiros, Defensoria Pública, Polícia Militar, Procuradoria Geral do Estado e vice-governadoria.
Política Mais Cedo

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook