Marido esquarteja mulher após descobrir que ela usava Facebook

Uma mulher foi assassinada e esquartejada após seu marido descobrir que ela havia feito uma página Facebook em Olinda (PE). De acordo com a família da vítima, o homem era muito ciumento e não permitia que a mulher usasse redes sociais.
O corpo de Flávia Maria do Nascimento, de 33 anos, foi encontrado em uma casa em construção nos fundos da residência onde ela morava com a família.
Segundo vizinhos, a mulher era uma pessoa tranquila e não se envolvia em confusão no bairro. O beco onde o crime aconteceu foi fechado. Lá dentro, existe um conjunto de casas.
De acordo com a polícia, quando as equipes chegaram ao endereço encontram os sacos fechados e desconfiaram porque havia sangue no local. O crime teria sido praticado pelo companheiro dela, Flávio Machado de Lima, que fugiu.
O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) não cravou a motivação do crime. Porém, para a família não há dúvidas de que o assassinato foi motivado por ciúmes, informou a irmã da vítima. 
— Ela não podia ter face [Facebook] que ele rastreava, Whatsapp, que ele rastreava também. Tudo que ela falava ele sabia.
Os vizinhos disseram que o homem se irritou ao descobrir que a vítima tinha feito uma página no Facebook.
O carro de mão seria usado pelo suspeito para carregar o corpo. Porém, o suspeito fugiu com a filha. A polícia não tem pistas do paradeiro dele.
A polícia investiga as causas da morte. Segundo o delegado Alfredo Jorge, a vítima pode ter sido morta esfaqueada ou asfixiada. 
— Eu não acredito que ela tenha sido morta esquartejada. Ele deve ter feito isso [esquartejamento] com o fim de esconder o corpo.
O casal estava junto havia seis anos. Lima ajudava a criar o filho de Flávia, que tem sete anos e sofre de paralisia cerebral. A criança não teria presenciado o crime. A faca do tipo serra e uma foice foram apreendidas pela perícia.

via Portal indepedente
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook