Celulares de Stênio Garcia e esposa passaram por lojas de manutenção, revela advogado



17664503-e1443618521878
O vazamento das fotos íntimas de Stênio Garcia e sua esposa, Marilene Saade, já está sendo investigado pela delegacia da Polícia Civil especializada no combate aos crimes virtuais no RJ.Segundo Ricardo Brajterman, advogado que representa o casal, os agentes estão trabalhando baseados no relato das vítimas, que alegam que os celulares em que as imagens estavam passaram recentemente por lojas de manutenção.”Os suspeitos vão ser chamados e, depois, o Stênio e a Marilene vão prestar depoimento quando forem convocados. Relatamos todos os lugares por onde os celulares passaram, locais onde os equipamentos ficaram longe do alcance deles”, explicou ao “Ego”.Ainda de acordo com o representante, também existe a possibilidade de surgirem mais dois processos ao final das investigações: um na esfera criminal e outro na esfera cível. “Na área criminal, os culpados possivelmente receberão uma penalidade do juiz pelo crime cometido. Na área cível, entrarei depois com uma ação por danos morais e patrimonais”, detalhou.
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook