Ricardo entrega teatro do Centro de Convenções nesta quarta-feira

O governador Ricardo Coutinho entregará à população paraibana, nesta quarta-feira (5), o maior teatro do Nordeste e o segundo do Brasil, como parte das comemorações dos 430 anos de fundação da cidade de João Pessoa. Com área total de 11.763 m², A Pedra do Reino, nome dado ao teatro para homenagear o dramaturgo Ariano Suassuna, autor de obra homônima, tem capacidade para cerca de 3 mil pessoas. Com estrutura e acústica adequadas, o equipamento terá condições de receber grandes espetáculos nacionais e internacionais. Nessa etapa que conclui a obra do complexo do Centro de Convenções de João Pessoa foram investidos R$ 60 milhões.
A diretora-superintendente de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Simone Guimarães, afirmou que João Pessoa chega aos 430 anos com a inauguração de uma obra que, definitivamente, entrará para a história. “A conclusão do Centro de Convenções inclui João Pessoa, em particular, e a Paraíba como um todo, no circuito internacional de grandes eventos. Todo o Estado será beneficiado com o desenvolvimento artístico, cultural e econômico. São investimentos que ficam próximo aos R$ 250 milhões”, pontuou.

Estrutura, tecnologia e inclusão – 
Outro ponto destacado pela superintendente da Suplan é a estrutura do Teatro A Pedra do Reino. “Um dos grandes feitos para esta obra, especificamente, foi o investimento em tecnologia. Os paraibanos não tenham dúvidas de que, no próximo dia 5 de agosto, aniversário de João Pessoa, vão ganhar um teatro com sonorização e iluminação cênicas de primeiro mundo. Para se ter ideia, os técnicos serão treinados durante oito dias para trabalhar com os equipamentos”, disse.
Simone Guimarães enfatizou ainda a preocupação do Governo do Estado com a inclusão na concepção do projeto. “São 50 espaços para cadeirantes e acompanhantes. É algo inimaginável destinar espaços para acompanhantes, mas que a política desenvolvida pelo Governo do Estado ampliou ainda mais o conceito de inclusão. Há ainda espaços destinados a pessoas com mobilidade reduzida e obesos”, acrescentou.
O teatro conta com uma área de 11.763 m², sendo 440 m² destinados ao fosso da orquestra, com desenho de forro para facilitar a propagação de som para palco e plateia. “É um diferencial que grandes teatros possuem. Porém, fomos além: esse fosso pode comportar a orquestra inteira, proporcionando ainda mais emoção ao público”, destacou Simone Guimarães. “Foram investidos R$ 60 milhões que terão retorno garantido, seja do ponto de vista do turismo, da economia, mas também da autoestima do povo paraibano”, declarou.
  De acordo com o gestor do Centro de Convenções, Ferdinando Lucena, a inauguração do Teatro A Pedra do Reino proporcionará à Paraíba entrar na rota dos grandes eventos nacionais e internacionais. “Até então a Paraíba estava sem ter condições de receber os grandes espetáculos, os grandes musicais, pelo simples fato de não ter um teatro com capacidade de comportar um número superior a 2,5 mil pessoas. A inauguração de ‘A Pedra do Reino’, que integra o complexo do Centro de Convenções, torna o Estado capaz de receber esses eventos e, assim, se desenvolver cultural e economicamente”, disse.
Ferdinando Lucena ressaltou que a construção do Teatro A Pedra do Reino faz parte de um investimento bem maior. “É necessário lembrar que a inauguração desse equipamento turístico está dentro da inauguração do Centro de Convenções. Com isso, o Governo do Estado cumpre o que prometeu à população do Estado, que é oferecer um equipamento que colocasse a Paraíba na realização de grandes congressos, um espaço para discutir os grandes interesses dos paraibanos”, destacou.
MaisPB

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.