Professores da rede municipal decretam o fim da greve após nova derrota na Justiça



Movimento grevista decidiu acatar decisão judicial e decretar o retorno dos professores às salas de aula.

Os professores da rede municipal de ensino decidiram encerrar o movimento  grevista em João Pessoa, durante assembleia geral da categoria realizada na tarde desta terça-feira (14). A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de João Pessoa (Sintem) vai encaminhar ofício ao prefeito Luciano Cartaxo (PT) e a desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, nesta quarta-feira (15), comunicando a retomada das atividades dos docentes em sala de aula.

O comando grevista ainda deverá negociar com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) uma forma para que os grevistas não sofram retaliações, a exemplo de dedução salarial pelas faltas ao trabalho. A greve já durava 23 dias, prejudicando diretamente cerca de 60 mil alunos da rede municipal.

Ilegalidade no Judiciário
A decisão dos professores ocorreu após segunda derrota na Justiça. Na segunda-feira (13), a desembargadora Maria das Graças Morais Guedes autorizou o corte de ponto dos docentes e a dedução salarial pelos dias não trabalhados. A magistrada também rejeitou a ação do Sintem, em que solicitava a manutenção da paralisação com efetivo mínimo.

Segundo a sentença, “Ao deflagrar a greve sem garantir, desde o seu nascedouro, o efetivo mínimo para assegurar a continuidade dos serviços inadiáveis, o Sindicato/promovido deixou de cumprir exigência do art. 11 da Lei nº 7.783/1989, atraindo a caracterização do ‘abuso’ tratado no art. 14 da mesma legislação, o que revela a aparência da ilegalidade do movimento”, diz o documento. Na semana passada, por decisão judicial já havia sido determinada a ilegalidade da greve.
WSCOM Online
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.