Motoristas não respeitam vagas reservadas e recebem 'multa moral' em João Pessoa


Projeto é desenvolvido por grupo que 'puxa a orelha' dos infratores e orienta quem tem direito às vagas a cadastrarem e confeccionarem a carteirinha junto à Samob para que possam exercer o direito
Reprodução
JP já pratica o 'multa moral'
João Pessoa já aplicou quase mil multas a motoristas que infringem a lei e ocupam irregularmente as vagas reservadas para deficientes e idosos. Além de gerar penalidade, reclamações dos beneficiários e indignação da população, esse desrespeito vem também impulsionando movimentos de conscientização e de cidadania na Capital, como o 'Multa Moral' que já conta com 400 conscientizadores.

Portal Correio 

Além de levar orientação e informação, o 'Multa Moral' tem como objetivo incentivar o cadastramento junto à Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) dos beneficiários que precisam se cadastrar e obter a carteirinha para poder usufruir do direito legal da vaga reservada.

Na Capital, o Multa Moral começou a atuar em 2014, distribuindo 'multas morais' e muita informação e orientação para quem não se intimida em ocupar uma vaga reservada a idosos e deficientes indevidamente, além, claro, da reclamação de praxe. 

Uma das organizadoras do movimento 'Multa Moral' em João Pessoa é a professora universitária Larissa Santos. Ela informou que o movimento começou em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e já se espalhou por 19 cidades brasileiras, entre elas São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG) e Natal (RN).

Na Paraíba, segundo Larissa, o movimento já vem se organizando também em Campina Grande, no Agreste do estado, e em Patos, no Sertão.

Ela informou que os bloquinhos de multa já são padronizados em todas as cidades do país e o movimento organizado vem percorrendo os estacionamentos da cidade, levando informação e multando moralmente os infratores.

Larissa informou que os locais onde mais se aplicam as 'multas morais', por incrível que pareça, são as universidades. "Nós percorremos a orla, shoppings, bancos e universidades, mas são nesses últimos que multamos diariamente", contou. 

Busto de Tamandaré

O grupo pretende fazer uma nova mobilização pela Orla da Capital nesta quinta-feira (9) a partir das 11h. A concentração está prevista para acontecer no Busto de Tamandaré, entre as praias do Cabo Branco e Tambaú. Larissa disse que não tem ideia de quantas multas morais já foram aplicadas em João Pessoa, mas disse que foram muitas. "Nosso objetivo é, na verdade, conscientizar as pessoas.

Já tivemos casos em que a pessoa que estava estacionada irregularmente se irritou com a multa moral, mas na maioria das vezes, somos bem recebidos e no fim as pessoas se desculpam e agradecem pelo 'puxão de orelha'.

Carteira


Larissa Santos disse que além de conscientizar sobre a reserva de vaga e multar moralmente os que infringem a lei, o grupo também orienta os deficientes e, principalmente, os idosos que não têm o cartão da Semob para que eles se cadastrem.

A identificação é a certeza de que a vaga está sendo ocupada por quem de direito e ainda impede que os beneficiários acabem multados pela órgão municipal de trânsito.

Cadastro


Para fazer o cadastro junto à Semob, os deficientes precisam levar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), caso seja condutor, ou documento de identidade (caso não seja o condutor); um comprovante de residência de João Pessoa em nome do requerente expedido no máximo há 60 dias; uma foto 3x4 e o laudo médico atestando a deficiência que importe dificuldade de locomoção.

Já os idosos precisam levar uma foto 3x4 recente colorida, a Carteira Nacional de Habilitação ou CPF e RG e um comprovante de residência atual de João Pessoa.

O cadastro e utilização do cartão é muito importante para facilitar o trabalho da Semob, através de fiscalização e do desenvolvimento de política de mobilidade urbana.

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.