Incertezas sobre acidente de Alonso podem gerar boicote a GP da Austrália



Segundo jornal alemão, informações desencontradas e falta de transparência sobre o caso podem fazer com que algumas equipes se ausentem da etapa de Melbourne

Alonso recebe atendimento médico na pista de Barcelona: hipótese de choque elétrico gera temor na F-1 (Crédito: (Getty Images))
A hipótese de que Fernando Alonso teria levado uma descarga elétrica dentro do cockpit da McLaren-Honda, antes de sofrer um acidente durante os testes  da pré-temporada, em Barcelona, tem ganhado força nos bastidores da Fórmula 1 e está deixando dirigentes e pilotos apreensivos. De acordo com o jornal alemão "Bild", algumas equipes já cogitam boicotar o GP da Austrália, que abre a temporada na próxima semana.
A principal reclamação dos dirigentes é pela falta de transparência e consistência nas informações relativas ao acidente. A posição oficial da McLaren é de que Alonso teria perdido o controle do carro por causa de uma forte rajada de vento, mas o próprio piloto teria confessado a pessoas próximas, segundo uma emissora de TV italiana, que sentiu um "grande choque" na coluna vertebral antes da batida.
- Se um avião cai e há qualquer indício de que o acidente pode ter sido ocasionado por um problema no sistema, nenhum outro avião do mesmo tipo decola - argumentou um chefe de equipe ao "Bild".
A fonte ouvida pelo jornal alemão afirma que a Honda, fornecedora do motor utilizado pela McLaren, precisa repassar à FIA todas as informações relativas ao acidente. Segundo o chefe de equipe, seria "negligente" por parte de escuderia e fornecedora esconder a possibilidade de ter ocorrido, de fato, um choque elétrico dentro do cockpit do veículo.
De acordo com o comunicado mais recente da McLaren, Alonso sofreu uma concussão por causa do impacto, mas já está bem e não há outros indícios de lesões e sequelas. Para evitar o risco de sofrer outro acidente em um espaço muito curto de tempo, o espanhol será poupado do GP da Austrália. O companheiro provisório de Jenson Button será Kevin Magnussen, titular no ano passado e "rebaixado" a piloto de testes após a contratação de Alonso.
Globoesporte
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.