Eduardo Cunha, citado na Lava Jato, diz que não se afastará da Presidência



Presidente da Câmara Federal está na lista entregue pelo MPF ao STF

Investigado pelo Supremo Tribunal Federal por suposto envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) descartou a possibilidade de deixar o cargo de presidente da Câmara.
"Óbvio que não farei isso (se afastar da presidência). Fui líder do PMDB com uma denúncia, fui julgado e absolvido, fui presidente da Comissão de Constituição e Justiça quando tive um inquérito. Todos são iguais no exercício do mandato. Todos são qualificados enquanto estiverem lá. E, finalmente, fui eleito com 267 votos (para a Presidência da Câmara)", afirmou.
Em 2013, o STF arquivou inquérito que investigava Cunha por suposto tráfico de influência para favorecer a refinaria de Manguinhos. No ano passado, ele também foi absolvido da acusação de uso de documento falso durante investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio sobre a gestão à frente na Companhia Estadual de Habitação (Cehab), entre 1999 e 2000.
"Não vejo nada demais em abrir inquérito, não tenho a mínima preocupação. Tem mais de 100 parlamentares com inquérito no STF. E ninguém é culpado antes de ter sua situação avaliada e julgada pelo STF", disse Cunha.
Em entrevista no programa "Jogo do Poder", da Rede CNT, Cunha criticou também o procurador geral da República, Rodrigo Janot, por ter pedido abertura de inquérito contra 49 políticos citados na Operação Lava Jato. "Em primeiro lugar, pedir abertura de inquérito contra todos já é uma coisa absurda. Se há fatos contra alguém, esses fatos culminam em denúncia (do Ministério Público ao STF). Agora, o inquérito vai igualar todo mundo", afirmou.
Quanto ao relacionamento com o governo, reclamou que o PMDB é jogado para escanteio. "O PMDB se ressente disso, de estar escanteado. O PMDB já vem num processo de divisão durante o processo eleitoral. A convenção do PMDB foi uma convenção na qual 42% nãoqueriam a aliança (com o PT). O governo que foi eleito, do qual o PMDB faz parte, está querendo atuar para enfraquecer o próprio PMDB", reclamou.
BRASIL 247
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.