WhatsApp ajuda a polícia a prender trio que fazia casal refém dentro de casa na Paraíba


Segundo a Polícia Civil, revólver calibre 38 e um simulacro de uma metralhadora foram apreendidos com o trio
Divulgação/ Polícia Civil
Apreensão feita pela Polícia Civil
O aplicativo de celular WhatsApp ajudou os policiais civis de Campina Grande, no Agreste do estado, a prender três jovens que faziam um empresário e a mulher dele reféns dentro de uma casa no bairro Novo Cruzeiro. O caso ocorreu nesse domingo (8). Um quarto suspeito conseguiu fugir.

 

Ao Portal Correio, o delegado Luciano Soares, titular da Seccional de Campina Grande, revelou que os policiais receberam uma mensagem informando que um casal teve a casa invadida e estava refém de bandidos. O comunicado foi feito por uma vizinha.
“Nossos investigadores receberam o comunicado pelo WhatsApp e um grupo de investigadores da Polícia Civil foi até o local. Um cerco ao imóvel foi feito e os policiais conseguiram prender três jovens em flagrante, quando saiam com o empresário. Um iniciado um diálogo e os assaltantes se entregaram. Um dos presos é filho de um policial militar aposentado”, disse o delegado.
Ainda de acordo com Soares, um dos sequestrados fugiu levando a esposa do homem, mas a vítima foi liberada na BR-104, nas imediações da cidade de Queimadas. “O sequestrador fugiu com o carro a vítima, um Cross Fox. Já identificamos mais três que participaram do crime.
Um revólver calibre 38, um carro locado e um simulacro de uma metralhadora foram apreendidos com o trio. O delegado informou que os presos vão responder por roubo qualificado, cárcere privado, associação criminosa e porte de arma de fogo. Os jovens serão levados para um dos presídios de Campina Grande.
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.