Senadora do Rio Grande do Norte participa de debate em João Pessoa



Fátima Bezerra é uma das debatedoras do evento que comemora os 35 anos do PT.

Na manhã deste sábado, 28, o Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT/PB), em parceriacom a Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT/PB), realiza o debate “Os desafios do PT para as próximas décadas”, com a participação da senadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), e o diretor executivo da CUT Nacional, Quintino Severo. Antes do debate, que terá início às 9h, na sede do Sindicato dos Bancários (Av. Beira Rio), será oferecido um café da manhã.
“A data de fundação do PT é dia 10 de fevereiro, e não poderíamos deixar de reunir a nossa militância, os sindicatos, os movimentos sociais, enfim, todos que de alguma forma fizeram parte da construção da nossa história”, ressaltou o presidente estadual do PT. Charliton Machado. Também foram convidados para o evento, representantes da sociedade civil e políticos de outros partidos.
A vice-presidente do PT, Giucélia Figueiredo, destacou a presença de Fátima Bezerra, que também é vice-presidente nacional do partido: “Fátima Bezerra foi eleita deputada estadual por dois mandatos consecutivos, foi a mais votada deputada federal do Rio Grande do Norte e na última eleição obteve mais de 800 mil votos. Será interessante saber a opinião dela sobre os desafios que iremos enfrentar, como também a visão de Quintino Severo”.
O PT e a CUT
A CUT, parceira do PT na realização desse evento, possui uma ligação história com o partido, que nasceu através da união de dirigentes sindicais, intelectuais de esquerda e católicos ligados à Teologia da Libertação no dia 10 de fevereiro de 1980 no Colégio Sion, em São Paulo.
A ressurgência de um movimento trabalhista organizado, oriundo das greves do ABC paulista da década de 1970, colocava a possibilidade de uma reorganização do movimento trabalhista de forma livre da tutela do Estado, projeto que foi expresso através da criação da Conferência das Classes Trabalhadoras (Conclat). O Conclat pode ser considerado o embrião da CUT, que foi fundada três anos após o surgimento do PT.
Sobre o PT
O PT surgiu dentro de um contexto político, econômico e social marcado por intensas mobilizações. Com mais de um milhão e setecentos mil filiados em todo o País, o partido está organizado em mais de cinco mil municípios brasileiros. É o único partido no Brasil que realiza eleições diretas para todos os cargos da direção partidária, em todos os níveis – municipal, estadual e federal – através do Processo de Eleições Diretas (PED), que ocorre a cada quatro anos.
O Partido dos Trabalhadores participou com candidatura própria de todas as eleições para a presidência da república, e em 2002, pela primeira vez na história do Brasil, um operário recebeu a faixa de presidente, o metalúrgico Luís Inácio Lula da Silva. Também fica na história do PT a eleição, e reeleição, da primeira presidenta do país, Dilma Rousseff.
Nos últimos doze anos implantou no país ações que resultaram em transformações histórias; entre elas: geração de mais de 21 milhões de empregos; retirada de 36 milhões de pessoas da miséria; aumento real do salário mínimo de 72%; aumento no investimento público na área da educação (de 4,8% para 6,4% do PIB); criação do Prouni (mais de 1,5 milhão de jovens foram para a universidade); a população com conta bancária cresceu (passou de 70 milhões para 125 milhões); o Minha Casa, Minha Vida entregou mais de 2 milhões de moradias; o Mais Médicos possui mais de 9 mil médicos, que estão distribuídos em 3.101 cidades e 32 distritos indígena.

Assessoria de Imprensa
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.