Policial militar reformado teria agredido travesti em pousada de João Pessoa



Com várias lesões pelo corpo, vítima foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Acusado também ficou ferido e foi levado ao Ortotrauma.

Uma confusão ocorrida em uma pousada, no bairro de Quadramares, na zona sul de João Pessoa, terminou em duas pessoas feridas. O ato ocorrido na tarde desta quarta-feira (4) e envolveu um travesti, de nome não identificado, que acusou um policial militar reformado, com também não divulgado, de agredi-lo fisicamente após ter descoberto que o mesmo não era uma mulher. 

Segundo informações da Polícia, o travesti teria sido contratado pelo acusado, em um ponto de prostituição da Capital, para fazer um programa. Os dois se dirigiram à pousada e, dentro do quarto, ao constatar que a vítima não era uma mulher, o militar o teria agredido com garrafadas no rosto.

A Polícia Militar foi acionada pelos funcionários da pousada. No local, os policiais tiveram que arrombar a porta do quarto, encontrando os dois, vítima e acusado, feridos. Eles foram socorridos para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e para o Ortotrauma de Mangabeira, respectivamente.

O travesti teve vários hematomas e escoriações pelo corpo. Já o policial apenas ferimentos leves. No Trauma, a vítima informou que o programa havia sido contratado por R$ 150 e mais R$ 50 extra, caso o cliente aprovasse a relação sexual
 
Da Redação
WSCOM Online
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.