Policial é preso por roubo de 200 kg de queijo e agride cinegrafista


Queijo não foi encontrado com policial civil
Queijo não foi encontrado com policial civil
O policial civil Antônio Pereira Pinto Neto foi preso acusado de roubar 200 kg de queijo, em João Pessoa. Ele foi denunciado por um comerciante, dono dos queijos, no bairro de Mangabeira, zona sul da cidade.
Preso na delegacia de Mangabeira, o policial já foi transferido para a Central de Polícia, onde teria agredido um cinegrafista de uma emissora de televisão e ameaçado profissionais da imprensa.
O comerciante contou que o policial teria pulado o muro de sua casa. No quintal, ele deparou-se com o agente e pensou ser um ‘ladrão’. O policial teria dito ao comerciante que estava ali para apreender o queijo ‘irregular’ e prendê-lo.
Em seguida, o policial teria obrigado o comerciante a colocar os 200 kg de queijo no porta-mala de seu carro. Ainda conforme o comerciante, o policial o teria mandado se apresentar em uma delegacia do Valentina de Figueiredo e foi embora com o queijo.
Na Delegacia do Valentina, o comerciante contou a história ao delegado, que o alertou sobre a ‘possibilidade’ de ter sido roubado. O comerciante prestou queixa e o policial civil foi preso.
Não teria sido a primeira vez que o agente se envolve em crimes. Ano passado, ele foi detido após ser acusado de extorquir agiotas colombianos. O policial – que teve uma pistola e munições apreendidas – nega os crimes. Os 200 kg de queijo não foram encontrados.
MaisPB
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.