Liquidações não impedem recuo do comércio em janeiro, diz Serasa



Movimento nas lojas caiu 1,3% em relação a dezembro. Para Serasa, juros em alta e baixa confiança do consumidor influenciaram.

O movimento dos consumidores nas lojas em janeiro caiu 1,3% em relação a dezembro, considerando os ajustes sazonais, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio. Já em comparação com o mesmo mês do ano passado, o recuo em janeiro de 2015 foi de 1,5%.
Motivado pelas tradicionais liquidações de início de ano, o segmento de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática foi o único que apresentou variaçãopositiva no último mês, com alta de 4,4% frente a dezembro, ajustada sazonalmente.
Dos segmentos que experimentaram recuo em janeiro, veículos, motos e peças apresentou a maior retração, de queda de 2,8% em relação a dezembro e de 10,5% contra janeiro do ano passado.
Também tiveram variações negativas em janeiro os demais segmentos varejistas: supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-2,8%); material de construção (-1,2%), tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-0,6%) e combustíveis e lubrificantes (-0,6%).
Segundo a Serasa, o ano começou fraco para a atividade varejista devido às taxas de juros, que continuam em elevação, à confiança dos consumidores ainda em declínio e a pressões sobre o orçamento doméstico ocasionadas por reajustes e aumentos no início de ano.

G1
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.