Ronaldinho Gaúcho foge do protagonismo e amarga fim de carreira melancólico



Aos 34, brasileiro com duas bolas de ouro não é mais o astro que já foi e deixa fim da carreira nas mãos do irmão empresário

 Ficou por um fio a passagem de Ronaldinho Gaúcho pelo México. Levado para o Querétaro por seu irmão, Assis, o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005 "não se adaptou" à vida na cidade de cerca de 800 mil habitantes no coração do país. Distante 220 km da capital mexicana e a milhares de milhas da rotina que se acostumou a ter em Belo Horizonte e no Rio Janeiro entre 2011 e 2014, Ronaldinho, antes ator principal, agora apenas protagoniza um fim de carreira incondizente com o que já foi.
O Querétaro iniciou sua pré-temporada em 7 de dezembro. No dia 20, sem qualquer sinal de Ronaldinho, o presidente do clube, Joaquín Beltrán, disse que poderia dispensar o brasileiro antes do fim do seu contrato em 2016 se ele não se apresentasse até o dia 26. O jogador apareceu na última terça-feira, é verdade, mas não muito disposto a ficar.
A relação conflituosa entre Querétaro e Ronaldinho não é novidade para o atleta. O craque já teve uma negociação conturbada na sua passagem pelo Flamengo.
Ao sair do Milan, no início de 2011, fez leilão com o clube carioca, o Palmeiras e o Grêmio. Decepcionou o clube gaúcho, que de acordo com seu irmão e empresário, estava na frente da negociação, mas que por falta de sigilo de seus dirigentes, abriu a oportunidade de outros clubes se manifestarem.
Depois, no clube carioca, o encanto não durou dois anos. Saiu com um título carioca, o de 2011, uma atuação de gala no 5 a 4 sobre o Santos de Neymar no mesmo ano e só. Os atrasos de salários irritaram Assis, que chegou a ir a uma loja oficial do Flamengo para retirar produtos como "contrapartida" do não pagamento dos vencimentos do irmão. A situação ficou insustentável até sua saída, em junho de 2012.
O Atlético-MG foi uma exceção neste fim de carreira conturbado de Ronaldinho, que completará 35 anos em março. Aposta de Alexandre Kalil, o meia teve importància significativa na boa campanha no Brasileiro de 2012 e na conquista da Libertadores de 2013. Mas depois disso, pouco rendeu. No Mundial de Clubes fez gols de falta, mas não evitou o vexame contra o Raja Casablanca. E em 2014 não se mostrou interessado em continuar. Acabou saindo em comum acordo antes de assinar com o Querétaro em setembro.
No México fez nove jogos. Marcou três gols, deu duas assistências, mas o time piorou com sua chegada. Caiu da 8ª para a 12ª posição, ficou de fora dos playoffs do campeonato mexicano e foi eliminado na Copa local.
Ronaldinho ainda é atração nos jogos do clube. Rendeu recordes de bilheteria e a liga ficou mais conhecida fora do México. Mas o Querétaro deseja ver comprometimento do jogador. "O mais importante é que ele venha com a intenção de se comprometer", disse Beltrán.
Ronaldinho foi procurado pelo Kabuscorp, time presidido por Bento Kangamba, controversa figura angolana acusada de tráfico internacional de mulheres. Em nota oficial, Kangamba disse que virá ao Brasil para negociar com Ronaldinho. Ele já contratou Rivaldo em 2012.
Por enquanto, ele segue no México. Nesta terça-feira (30), a diretoria do Querétaro convocou coletiva e confirmou permanência de Ronaldinho. "Ronaldinho permanecerá na equipe. Dependíamos de que ele estivesse tranquilo com a situação. Felizmente, parece que tudo se resolveu, e Ronaldinho fica. A ideia é que Ronaldinho fique mais três temporadas na equipe", disse agora o diretor-geral do Querétaro, Joaquín Beltrán.
Ainda com condições de atuar em bom nível, Ronaldinho preferiu se esconder em ligas menos importantes a ser protagonista em um grande clube. Já disse que sua intenção para os próximos anos é dar continuidade à sua carreira de empresário da música, ramo com a qual vem dividindo suas atenções nas últimas temporadas.
IG.
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.