Gerrard deixará Liverpool após 17 anos e pode jogar nos EUA


Steven Gerrard tem contrato com o Liverpool até o fim da atual temporada

Final da temporada 2014/15 representará, também, o término de uma era em um dos clubes mais vencedores da história da Europa. Steven Gerrard, ídolo máximo da geração mais recente do multivencedor Liverpool, deixará a equipeinglesa assim que as disputas da atual temporada se encerrarem. O anúncio foi feito pelo clube inglês nesta sexta-feira por meio de suas redes sociais, e o destino do volante, de acordo com a imprensa britânica, pode ser os EUA – o Los Angeles Galaxy é cotado como possível destino.
Steven Gerrard tem contrato com o Liverpool até o fim da atual temporada - metade deste ano. Há alguns meses, ele já dizia que dificilmente renovaria seu vínculo com a equipe na qual se eternizou. O fato que era temido pelos fãs vermelhos desde então se concretizou nesta sexta-feira: o jogador de 34 anos decidiu por não prorrogar o seu compromisso com o Liverpool e deixará o clube depois de 17 temporadas. Enquanto profissional, ele nunca vestiu outra camisa que não fosse a do time de Anfield Road.
“Essa foi a decisão mais dura da minha vida. Eu e minha família agonizamos um bom tempo até tomá-la”, afirmou o maior jogador da história recente do Liverpool. “Minha decisão foi completamente baseada no desejo que tenho de experimentar algo diferente na vida e carreira. Eu quero ter certeza de que não deixei de fazer nada quando um dia me aposentar”, acrescentou o astro inglês que permanecerá no clube até o fim da temporada. “De hoje até o meu último toque na bola, estarei completamente comprometido em fazer a minha equipe vencer jogos”, decretou.

Em 695 partidas disputadas pelo Liverpool, Steven Gerrard anotou 180 gols e se eternizou como ídolo máximo de uma geração que não foi das mais vitoriosas da equipe de Anfield. Em 16 anos no clube, o volante faturou duas Copas da Inglaterra (2000/01 e 2005/06), três Copas da Liga Inglesa (2000/01, 2002/03, 2011/12), uma Supercopa da Inglaterra (2006), uma Copa da Uefa (2000/01) e duas Supercopas da Uefa (2001 e 2005).
A maior glória da carreira de Gerrard, porém, foi o título da Liga dos Campeões da Europa de 2004/05. Na ocasião, o Liverpool superou o Milan em uma das finais mais espetaculares da história do futebol: após ir aos vestiários com revés de 3 a 0 em Istambul, o time inglês empatou o jogo na segunda etapa e foi campeão europeu nos pênaltis. O volante fez um gol, foi um dos melhores jogadores em campo e ainda ergueu a taça como capitão.
A carreira de Gerrard, contudo, também foi marcada por decepções. No mesmo ano de 2005, ele não conseguiu carregar o Liverpool ao título do Mundial de Clubes da Fifa. A final foi disputada contra o São Paulo, no Japão, mas o volante viu outro jogador de sua posição, Mineiro, marcar o único gol da partida. No segundo tempo da grande decisão, ele cobrou uma falta praticamente perfeita, mas parou em defesa histórica de Rogério Ceni. O Campeonato Inglês é outro palco de fatos lamentáveis para Gerrard. Ele nunca conquistou a competição pelo Liverpool – que já amarga jejum de 24 anos. Na temporada passada, ainda por cima, falhou em jogo crucial contra o Chelsea na reta final, quando o time vermelho liderava o torneio.
Terra
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.