Charliton vê decisão do PSB como natural e tem certeza de PT/PSB juntos em 2016



"Estamos otimistas que essa aliança permaneça em 2016 e ainda em 2018".

O presidente do Partido dos Trabalhadores daParaíba (PT/PB), Charliton Machado, comentou esta manhã (29), durante entrevista à Rádio CBN João Pessoa, sobre a posição do Partido Socialista Brasileiro da Paraíba (PSB/PB) de não se manifestar em indicar nomes para compor a Prefeitura Municipal de João pessoa.
Charliton disse que a decisão do PSB é natural, mas que está certo de que os partidos estarão unidos em 2016. “A partir dessa decisão do PSB não temos nenhum conflito a se instaurar na relação entre os partidos PT e PSB, apenas dizer que é uma decisão autônoma do PSB em não participar do nosso Governo”.
Sobre a construção de uma aliança para as próximas eleições municipais, o presidente do PT falou que não antecipa a união. “Tenho sempre dito isso, nós não firmamos um acordão em 2014 pensando em 2016. Quando fizemos aliança com o governador Ricardo Coutinho, fizemos pensando em um projeto para a retomada de um movimento politico aquele ano de 2014, no sentido de termos um novo governo, uma nova perspectiva de governabilidade. Então foi uma aliança que se constituiu em torno disso. Agora toda aliança que se faz, se pensa em projetos longos e duradouros. Por isso estamos otimistas que essa aliança permaneça em 2016 e ainda em 2018. Que a gente possa ampliar inclusive esse grande bloco, envolvendo o PMDB, o PCdoB e outros partidos”, explicou.
No entanto, Charliton ressaltou que é muito cedo para pensar sobre 2016 e que o momento é do Governo do Estado trabalhar muito para fazer um Governo melhor do que foi no passado. “Ricardo Coutinho está demandando esforços nessa direção, todo mundo tem acompanhado, como também, é um desafio do prefeito Luciano Cartuxo fazer um grande Governo como o que ele vem fazendo porque é isso que será a marca da gestão e um ponto crucial para se constituir ou manter uma aliança. Uma boa gestão é um quesito fundamental para agregar aliados políticos em torno do seu projeto”, completou.
Ao finalizar sua fala, o presidente foi enfático ao afirmar que não tem nenhuma dúvida de que o PT e o PSB estarão unidos em 2016. “Mas as alianças serão constituídas no momento correto e para isso ambos devem fazer um bom Governo e chegar em 2016 com um saldo muito positivo da sua gestão”, concluiu.


Fabrícia Oliveira
WSCOM Online
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.