À espera de uma rescisão: Felipe se reapresenta com futuro indefinido



Ciente de que não joga mais no Fla, goleiro mantém postura firme sobre atrasados para só depois negociar valores futuros. Rodrigo Caetano recebe afastados no Rio

 O impasse entre Felipe e o Flamengo parece não ter fim. Nesta quinta-feira, o goleiro se reapresenta no Ninho do Urubu, às 10h (de Brasília), com apenas uma certeza: não jogará mais pelo clube. O fim do casamento, no entanto, ainda reserva uma questão principal, a respeito de como o Rubro-Negro pagará o que deve ao goleiro de atrasados e o que tem a receber até o fim do contrato. As negociações para tal esfriaram recentemente, e o antigo camisa 1 não esconde mais de ninguém a insatisfação. O diretor executivo, Rodrigo Caetano, por sua vez, deixou Atibaia e está no Rio de Janeiro para tentar avançar na situação.
posição de Felipe é simples: diante da postura de momento do Fla, não abre mão de nem um centavo do que deveria já ter recebido e não recebeu. O montante inclui dez meses de direito de imagem e multas, cerca de R$ 1,4 milhão, além de luvas e parte do que cabe ao goleiro da transferência do Braga para o Rubro-Negro, fechada em dezembro de 2011. No total, a estimativa do jogador é que o valor ultrapasse a casa dos R$ 4 milhões. Uma vez resolvido este problema, será dado início a uma nova rodada de negociações para equacionar os 13 meses de salários, 12 de direitos de imagem e férias a que tem direito até o fim do contrato, em dezembro de 2015. Quanto a isso, é possível que o goleiro seja mais maleável.
Sem jogar desde 20 de julho de 2014, na derrota por 4 a 0 para o Inter, no Beira-Rio, pela 11ª rodada do Brasileirão, Felipe tem vivido uma queda de braço velada com o clube. O Flamengo pouco se manifestou em busca de um acordo e o deixou na geladeira, sem nem mesmo treinar juntamente com os companheiros. O goleiro, por outro lado, mantém a paciência e sequer cogita pedir para sair. A guerra fria já dura quase seis meses.
Na última segunda, enquanto os jogadores que participam da pré-temporada, em Atibaia, se apresentavam, o goleiro divulgou uma nota através de sua assessoria e foi claro ao criticar a postura passiva da diretoria diante do imbróglio.
- Queria que eles também se posicionassem sobre o que me devem. Sei que não é fácil de se resolver, mas não vou abrir mão do que é meu por direito (...) Como eles decidiram a parte esportiva, estou no aguardo também da solução da parte financeira. Estou indo para o décimo mês sem receber os direitos de imagem e tenho mais 13 meses de contrato e férias.
De acordo com o que Felipe revelou em entrevista ao GloboEsporte.com, em 9 de dezembro do ano passado, o Flamengo o procurou apenas duas vezes para um acordo, e com ofertas que não agradaram em nada.
- A gota d’água da tristeza foi ver os e-mails das propostas. Eu pedir demissão? No início, você acha até engraçado. Você morre e não vê tudo, né?! Quando acha que já viu tudo, vem uma nova. O clube me passou duas propostas de rescisão. A outra era: se eu for para outro time, o débito que o clube tem comigo cai 50%. São propostas que não tem condição de aceitar. Não precisaria passar por isso.
Na mesma data, Rodrigo Caetano substituiu Felipe Ximenes no cargo de diretor executivo do Flamengo e passou a fazer parte das tratativas com Bruno Paiva, empresário de Felipe. O dirigente comentou o caso publicamente somente uma vez, na última segunda-feira, no Ninho do Urubu, e foi objetivo em sua posição:
- O que não quero para mim, não quero para os outros. Boa parte aqui (dos jornalistas presentes) sabe como trabalho. Se tiver que resolver, vai ser no vestiário, com a comissão. Ele foi comunicado que se reapresenta na quinta. Está sendo costurado um acordo para ficar bom para ele e para o Flamengo.
A expectativa é de que o assunto entre em pauta nesta quinta-feira, no Ninho do Urubu, mas até a noite de quarta-feira ainda faltava linha e agulha para que a rescisão de Felipe fosse costurada. O GloboEsporte.com tentou contato com esferas superiores do Flamengo, inclusive nos departamento jurídico e financeiro, e não conseguiu contato.
Globoesporte
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.