7 dicas para gastar menos nas suas compras de Natal e esticar o orçamento



Primeiro passo é listar todas as receitas do período, incluindo os ganhos extras.

Para não gastar demais com as despesas de fim de ano, o segredo é um só: planejamento financeiro. Reinaldo Domingos, presidente da Dsop Educação Financeira , afirma que o primeiro passo é listar todas as receitas do período, incluindo os ganhos extras, como 13º salário, bonificações e férias.
Depois, é preciso enumerar todas as despesas fixas (como condomínio, aluguel) e variáveis (como gastos com supermercados, roupas). Reserve uma parte para as despesas de janeiro (impostos, matrícula e material escolar). O que sobrar pode ser usado com presentes e artigos das festas do fim de ano.
Prefira pagar tudo à vista, e evite a todo custo entrar no limite do cheque especial ou se endividar no cartão de crédito.
O diretor de economia da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), Roberto Vertamatti, lembra que 2015 deve ser um ano de ajustes na economia que podem afetar o bolso dos consumidores. Estão previstos aumentos em combustíveis, energia elétrica, transportes, água e IPTU.
Gaste menos no Natal
1 - Comece pelo orçamento
Some todas as receitas (salário, 13º, férias, bônus) e diminua de todas as despesas fixas. O valor dos presentes não pode ser maior do que essa sobra (e ainda precisa ter uma reserva para as despesas de janeiro) 
2 - Não se endivide para presentear
Dê presentes que caibam no orçamento. É possível encontrar opções de presente em todas as faixas de preço.
3 - Prefira pagar à vistaPara comprar presentes mais caros, o ideal é poupar para comprar à vista. Quem faz isso consegue negociar descontos. A medida ajuda a evitar o endividamento, mas é preciso saber quanto pode gastar 

4 - Cuidado com as parcelas
Não sendo possível evitar o parcelamento, certifique-se de que as parcelas caibam no orçamento. Lembre-se de que o acúmulo de prestações coloca em risco o planejamento financeiro e a capacidade de poupar.
5 - Evite compras por impulsoAntes de consumir, pergunte-se se está comprando o produto por necessidade real ou só para suprir uma carência imediata. E se o valor está dentro das suas possibilidades.
6 - Reserve parte do 13º salárioNão se esqueça de que janeiro é um mês de despesas pesadas. Além dos gastos do fim de ano, ainda tem IPVA, IPTU, material escolar. E estão previstos vários aumentos de preços para o próximo ano.
7 - Economize na viagem
Atenção ao escolher a viagem de férias. Os preços dos pacotes são mais caros na alta temporada. Se não tiver se planejado para pagar, é melhor fazer uma viagem mais barata e dentro do orçamento. Para as viagens mais caras, poupe com antecedência.
UOL Economia
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.