Reitor discute parcerias com adido da embaixada do Timor Leste no Brasil

#portalbrejonews #noticia #brejonews


Na reunião, foi destacada também a possibilidade de abertura de um programa de envio de estudantes e professores da UEPB para o Timor Leste.

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, recebeu na última sexta-feira (31), no Gabinete da Reitoria, em Bodocongó, o adido de Educação da Embaixada do Timor Leste no Brasil, Luís Sequeira, com quem fez uma avaliação das atividades conjuntas realizadas na Instituição, além de discutir novas parcerias. Atualmente, 33 alunos timorenses cursam Graduação e Pós-Graduação na UEPB, número que deve ser elevado a partir de fevereiro de 2015, quando mais 20 estudantes farão parte da Universidade.
Na reunião, foi destacada também a possibilidade de abertura de um programa de envio de estudantes e professores da UEPB para o Timor Leste, com o propósito de incrementar as atividades educacionais desenvolvidas pela Universidade. Com esse incremento na metodologia de ensino, mais timorenses terão a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos principalmente no ensino das Ciências Exatas.
“Temos que entender as necessidades desse grupo de alunos que estão saindo do Timor para o melhoramento da graduação. A UEPB pode enviar também alunos e professores para o Oriente, o que irá contribuir ainda mais nesse intercâmbio de conhecimento, uma vez que mais pessoas estarão envolvidas com o desenvolvimento de novos programas. Uma vez atingindo um número maior de pessoas, o resultado será muito melhor”, observou o reitor.
Para Luís Sequeira, a contribuição que a UEPB dá para os estudantes do Timor é tão significativa, que a Universidade já se transformou na segunda maior Instituição que recebe alunos daquele país no Brasil. Ele apontou que a missão desses estudantes é retornar para as suas casas com o diploma na mão e apartir daí dar início ao processo de colaboração na educação de seus compatriotas.
“Agradecemos muito a UEPB por essa parceria e pretendemos ampliá-la, conseguindo trazer estudantes timorenses para esta universidade para realizar um curso prévio de três meses, para que assim eles possam entrar na Graduação ou Pós-Graduação principalmente conhecendo melhor a língua portuguesa. Esta é nossa missão para que quando esses alunos voltarem ao Timor eles tenham mais condições de educar as pessoas, depois de passar por uma experiência como essa na UEPB”, disse Luís.
O coordenador de Relações Internacionais da UEPB, Carlos Enrique Ruiz, ainda apontou que uma nova proposta de ensino já está sendo estudada para que esse intercâmbio ganhe mais uma modalidade. Segundo ele, existe a possibilidade da área de ensino à distância desenvolvida pela Universidade alcançar um número maior de pessoas com esta metodologia.
“Existe uma chance de aumentarmos a quantidade de pessoas que podem ser formadas a partir da modalidade do ensino à distância, que é muito forte na UEPB. A partir do próximo ano poderemos transformar essa proposta em realidade”, concluiu Carlos Enrique.

Assessoria de Imprensa - Codecom
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.