Longe do G-4, Santos aposta todas as fichas na "decisão" da Copa do Brasil

#portalbrejonews #noticia #brejonews


A semifinal esteve em todas as declarações depois da derrota para o Inter

 A derrota para o Internacional em casa, no domingo, foi um duro golpe para as pretensões do Santos de terminar o Campeonato Brasileiroentre as quatro primeiras posições da tabela. Oito pontos atrás do quarto colocado, o time agora canaliza suas forças para a "decisão" da Copa do Brasil, em que receberá o Cruzeiro na Vila Belmiro. Ele vai precisar reverter uma derrota por 1 a 0 sofrida no jogo de ida. O duelo será quarta-feira. Quem vencer avançará à final do torneio e ficará muito próximo da Libertadores.
A semifinal esteve em todas as declarações depois da derrota para o Inter. Jogadores e o técnico Enderson Moreira esperam que a torcida tranformem a acanhada Vila Belmiro em um caldeirão para sufocar o atual líder do Brasileiro. Mesmo com a derrota para o Inter, a torcida demonstrou apoiar a equipe e já comprou todos os ingressos para o duelo de quarta.
"É o jogo mais importante da temporada", definiu o capitão Edu Dracena. "Vou pedir desde já a paciência do torcedor desde o início, porque será um jogo difícil. Pedimos a colaboração dos torcedores, que venham e cantem os 90 minutos para que a gente chegue na final. Que quarta-feira esse caldeirão possa ferver."
A Copa do Brasil sempre foi considerada pelos times brasileiros o caminho mais curto para chegar à Libertadores, torneio que o Santos não disputa desde 2012, quando ainda tinha Neymar. Com uma tabela difícil pela frente no Brasileiro (dois clássicos e um duelo contra o próprio líder), a Copa do Brasil se tornou a cesta na qual o time litorâneo está depositando a maior parte de seus ovos.
"A gente jogou para ganhar, mas infelizmente não saíram gols. Espero que eles saiam quarta", disse o atacante Robinho. "Quero jogar sempre. É fim de temporada, mas quero jogar. Estamos preocupados com quarta-feira."
"O que me mostra que podemos ganhar [do Cruzeiro] são os jogos que temos feito", avaliou Enderson. "Fizemos um segundo tempo muito bom [no jogo de ida]. Hoje não foi diferente. Saímos derrotados, o pessoal estava lamentando muito, mas falei que isso já passou e que tínhamos que nos concentrar na quarta-feira."
Ele descartou já ter jogado a toalha no Brasileiro e disse que só vai começar a poupar jogadores quando o Santos já não tiver chances matemáticas de chegar ao G-4. "Enquanto tivermos chances, não vamos jogar a toalha."
O treinador vai precisar conversar com seus jogadores de defesa para que não se repitam os erros cometidos no jogo contra o Inter, como por ocasião do lance que originou o gol da vitória colorada. Na jogada, o lateral Mena recuou a bola para trás e o goleiro Aranha segurou-a com as mãos, o que caracteriza infração.
Na cobrança do tiro livre indireto de dentro da área, mesmo com vários santistas formando uma barreira em cima da linha do gol, os gaúchos conseguiram balançar as redes. Na internet, torcedores santistas descreveram a jogada como "o gol mais imbecil da história."
UOL
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.